29/6/17
 
 
Bombeiros não conseguem chegar a todos os locais de incêndio

Bombeiros não conseguem chegar a todos os locais de incêndio

Diana Tinoco Joana Marques Alves 19/06/2017 10:38

O comandante da Protecção Civil Elísio Oliveira informou esta segunda-feira que ainda não foram registadas mais vítimas mortais na sequência do incêndio em Pedrógão Grande, que já fez 62 mortos. A situação está mais calma, mas existem zonas onde os meios terrestres não conseguem aceder.

"Muitos dos teatros de operações já estão controlados, alguns em fase de rescaldo, mas existem condições meteorológicas adversas que não permitem que os meios aéreos atuem", explicou o responsável.

Questionado sobre se o fogo ficaria dominado ainda hoje, o comandante Oliveira limitou-se a dizer que estão a ser feitos "todos os esforços" para controlar a situação o mais rapidamente possível.

"Todo o teatro de operações é preocupante. Já assistimos aqui a situacoes que estavam resolvidas, mas as condições meterológicas adversas complicam o trabalho dos operacionais", acrescentou.

O comandante disse ainda que existem zonas onde nem os meios terrestres conseguem entrar: "Há locais, vales encaixados e montanhas, aos quais os meios terrestres não conseguem aceder. Precisamos de tempo para resolver as situacoes".

Em face do perigo provocado pelos incêndios, o responsável explicou que " em algumas aldeias foi necessário confinar as pessoas, por forma a protegê-las junto às suas residencias. Noutras situacoes tivemos de desloca-las para zonas mais seguras".

Recorde-se que 900 operacionais combatem fogos em três distritos, Leiria, Castelo Branco e Coimbra.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

Não tem utilizador? Clique aqui para registar

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×