26/9/18
 
 
Guterres lamenta falhanço do Conselho de Segurança

Guterres lamenta falhanço do Conselho de Segurança

Shutterstock Jornal i 16/04/2018 08:40

Depois de reprovar resolução russa que condenava ataques

Para António Guterres, o Conselho de Segurança da ONU “falhou”no conflito que considera que é a “maior ameaça à paz e segurança internacional”, revelando mesmo estar desapontado. “Repetidamente expressei o meu desapontamento com o Conselho de Segurança, que falhou em acordar um mecanismo de responsabilidade efetiva para o uso de armas químicas na Síria”, disse.

O secretário-geral da ONU afirmou que o uso de qualquer arma química é “abominável” e que causa um “sofrimento hediondo”, tendo apelado à união dos membros do Conselho de Segurança, que “têm a responsabilidade primária de manter a paz”.

As declarações de António Guterres surgiram um dia depois de o Conselho de Segurança ter rejeitado, no sábado, um projeto de resolução apresentado pela Rússia, que condenava os ataques norte-americanos, franceses e britânicos na Síria, ao não garantir os nove votos necessários para a aprovação.

Rússia, China, dois membros permanentes do Conselho de Segurança, e a Bolívia – membro não permanente – votaram favoravelmente o texto, oito países votaram contra e quatro abstiveram-se.

O texto, de cinco parágrafos, manifestava uma “grande inquietação” face à “agressão” contra um Estado soberano, o que, na perspetiva de Moscovo, “viola o direito internacional e a Carta das Nações Unidas”.

A França anunciou, paralelamente, a apresentação em breve de uma nova resolução para ultrapassar “o impasse sírio”. O embaixador francês nas Nações Unidas, François Delattre, revelou que irá “apresentar em breve um projeto de resolução com os nossos parceiros britânicos e americanos”, não adiantando nenhuma data.

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×