24/9/18
 
 
PJ faz buscas nas sedes dos Hell Angels

PJ faz buscas nas sedes dos Hell Angels

Facebook Felícia Cabrita e Joana Marques Alves 11/07/2018 08:42

É considerado o grupo de motards mais perigoso do mundo

A Unidade Nacional Contra o Terrorismo (UNCT) da Polícia Judiciária (PJ) está esta quarta-feira a realizar uma megaoperação de norte a sul do país. O foco é o grupo internacional de motards Hells Angels.

No terreno estão mais de 600 elementos, distribuídos por 80 equipas. Estão a ser realizadas buscas domiciliárias e nas sedes do grupo, de norte a sul do país. 

Entretanto, a Polícia Judiciária emitiu um comunicado a confirmar a notícia avançada em primeira mão pelo i, explicando que foram “cumpridas dezenas de mandados de detenção de suspeitos de integrarem esta estrutura criminosa, constituída por indivíduos extremamente perigosos, com vastos antecedentes criminais e larga experiencia na área da criminalidade violenta e organizada”. No mesmo documento, emitido em conjunto com a Procuradoria-Geral da República, é referido ainda que "os detidos irão ser presentes a partir de amanhã a primeiro interrigatório judicial para aplicação de medidas de coação. 

Mais tarde, a PJ deu uma conferência de imprensa, onde confirmou a detenção de 56 indivíduos: quatro deles são de nacionalidade alemã e um finlandesa. Foram ainda emitidos mandatos de detenção internacional para membros dos Hells Angels que vivem em Portugal mas não se encontram no território português.

Em causa estão “tentativas de homicídio, de roubo, de ofensas à integridade física qualificada, crimes de dano e associação criminosa, que em si mesmo também é ilícito penal”. "Achamos que isto foi uma machada no grupo", disse ainda a coordenadora da PJ Manuela Santos, acrescentando que as buscas permitiram "identificar todos os indivíduos que apoiam e que têm atividade em comum" com o grupo motard.

Nos últimos tempos, têm ocorrido disputas de território entre os Hells Angels e os Red & Gold, um ramo do grupo de motards americanos Los Bandidos. Recentemente, por questões de guerra de territórios, conflitos entre os Hells Angels e o grupo liderado pelo antigo chefe do movimento Portugal Hammerskins, Mário Machado, fizeram com que a UNCT redobrasse a vigilância. Há quase uma década que esta unidade tinha os Hells Angels sob vigilância, acompanhando nomeadamente os eventos por eles patrocinados: uma forma de o bando de motards se financiar e libertar membros que estavam presos.

Com a aproximação do festival de motards em Faro, no final de julho, vários estrangeiros começam a chegar a Portugal. A investigação tentou também detetar elementos com mandado de detenção internacional, como é o caso de David MacDonald Carrol, membro dos Hells Angels procurado pelo Canadá. É suspeito dos crimes de homicídio, conspiração, tráfico de drogas e tentativa de homicídio.

Fundados nos EUA nos anos 40, o grupo de motards tem cinco sedes em Portugal: Porto, Lisboa, Cascais, Margem Sul e Algarve. Trata-se de uma organização considerada perigosa, que tem um historial de violência em todo o mundo. Este tipo de grupos motard são considerados uma prioridade em 17 Estados-membros da União Europeia, refere a Europol. Os Hell Angels estão em Portugal desde 2002.

O crescimento da extrema-direita em território nacional é um problema que tem preocupado as autoridades nos últimos anos e que é associado a estes grupos. “A extrema-direita portuguesa continuou a aproximar-se das principais tendências europeias, na luta pela ‘reconquista’ da Europa pelos europeus (…) Além de intensificarem os contactos internacionais, estes extremistas desenvolveram um esforço de convergência dos diferentes sectores (identitários, nacional-socialistas, skinheads), no sentido de promoverem, no plano político, os seus objetivos”, lê-se no Relatório Anual de Segurança Interna de 2017.

Os detidos serão amanahã presentes à juíza de instrução criminal Maria Antónia Andrade. A operação foi coordenada entre a UNCT e o Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP). Vítor Magalhães e João Melo foram os procuradores nomeados para dirigir o inquérito.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×