26/3/19
 
 
Grupo português distinguido pela NATO por tecnologia contra o extremismo online

Grupo português distinguido pela NATO por tecnologia contra o extremismo online

Dreamstime Jornal i 11/12/2018 17:46

A equipa apresentou uma proposta que pretende combater o extremismo online através da análise de imagens e vídeos publicadas na internet, assim como a descrição e os comentários da publicação

Uma equipa de investigadores da Universidade de Aveiro foi esta segunda-feira distinguida com um prémio da NATO por causa de uma solução que pretende combater o extremismo online. O premio foi anunciado no Centro de Excelência de Comunicação Estratégicas da NATO, em Riga.

A solução apresentada pelos investigadores portugueses pretende analisar imagens que sejam partilhadas – vídeo ou fotografia – para identificar manipulações e avaliar o risco da publicação, cruzando-o com a descrição e com os comentários.

Segundo a NATO StratCom, responsável pelo concurso, o extremismo online é “um risco claro para a segurança da Aliança Atlântica” e, essa foi a razão para ter lançado o desafio. A NATO quer detetar os conteúdos que possam ser maliciosos, “desde propaganda política extremista até alterações ou descontextualização de imagens”, explica um dos investigadores ao Jornal de Negócios.

"O universo online é muito sensível a este tipo de informação, especialmente porque a faixa etária predominante na Internet é a mais jovem", diz Daniel Canedo, à mesma publicação, acrescentando que "facilmente se consegue moldar uma mente jovem através da Internet, e quem cria este conteúdo malicioso está bem ciente desse fenómeno".

A proposta portuguesa foi desenvolvida e apresentada por Daniel Canedo, Ricardo Ribeiro, Aliana Trifan, António Neves e José Luís Oliveira, especialistas em Informática do Instituto de Engenharia Eletrónica e Informática de Aveiro (IEETA), da Universidade de Aveiro e do Departamento de Eletrónica, Telecomunicações e Informática.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×