27/5/19
 
 
Preso mais velho do país com pulseira eletrónica em lar de idosos

Preso mais velho do país com pulseira eletrónica em lar de idosos

Dreamstime Jornal i 15/05/2019 16:14

Homicida justificou crime com o facto de ele e a mulher serem vítimas de violência doméstica há anos

O recluso mais velho de Portugal, com 89 anos, vai cumprir os quatro anos e nove meses de pena a que foi condenado por homicídio do genro num lar de idosos da Santa Casa da Misericórdia. O homem saiu da prisão na passada terça-feira, passando a ter obrigação de permanência, com pulseira eletrónica, num lar.

O idoso estava em prisão preventiva desde julho, segundo o Correio da Manhã.

Manuel Garcia matou o genro, em Furadouro, concelho de Torres Vedras, com dois tiros. Em tribunal o homem, agora condenado, justificou o crime com o facto de durante anos ter sido vítima de violência doméstica por parte daquele.

Apesar da tese de Manuel Garcia, o Ministério Público, como refere aquele diário, não se conformou com a decisão do tribunal e num recurso interposto para a Relação de Lisboa pede que este seja condenado a 17 anos de cadeia, por homicídio qualificado ou, a 11 anos de prisão efetiva caso se considerasse que se tratava de um homicídio simples.

O advogado de Manuel Garcia, por outro lado, pede que o tribunal tenha em conta que a vítima batia nos sogros desde que a filha destes morreu, tendo estes sido alvo de violência doméstica durante anos.

 

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×